MENSAGEM DO DIA

Seja um seguidor(a)

Google+ Followers

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Bibliografia - Abraão

A VIDA DE ABRAÃO
Seu nascimento - Abraão nasceu em Ur dos Caldeus na Mesopotânia, cujo pai chamava-se Terá. Seu avô chamava-se Naor, seu bisavô Serugue e seu tataravô Reú... Abraão é descendente da linhagem de Sem, filho de Noé. (Gn. 10.1;11;21-26) Recebeu o nome de Abrão que significa "o Pai é exaltado" . Posteriormente, Deus mudou o seu nome para Abraão que significa: "pai de multidões" . (Gn. 17.5)

Sua chamada - A chamada de Abraão é a mais espetacular, das registradas no Antigo Testamento. Aos 75 anos de idade, estando em Ur dos Caldeus, sua cidade natal, Deus o chamou assim: "Ora, disse o SENHOR a Abrão: Sai da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai e vai para a terra que te mostrarei; de ti farei uma grande nação, e te abençoarei, e te engrandecerei o nome. Sê tu uma bênção!" (Gn. 12.1,2). Abraão saiu levando consigo seu pai, seus dois irmãos Naor e Harã, sua esposa Sarai, cujo nome Deus mudou para Sara (princesa), e seu sobrinho Ló. (Gn. 11.26-30 e At. 7.2-4) Foi pela fé que Abraão obedeceu. (Hb. 11.8-10). Teve de deixar para trás a sua terra, a sua parentela e a casa de seu Pai. Abraão teve de abandonar principalmente as suas raízes religiosas adquiridas do seu Pai idólatra (Js. 24.2-3). O caminho percorrido por Abraão nas suas peregrinações foi Ur - Harã - Siquém - Betel - Egito - Manre - Gerar (Gn. 12.1-20; 13.1-14).
Os descendentes de Abraão são: Isaque, filho de Sara; Ismael, filho de Hagar - a serva egípcia (Gn. 16.1-4); Zinrã, Jocsã, Medã, Midiã, Jisbaque e Suá, filhos de Quetura. (Gn. 25.1-2)

FATOS IMPORTANTES NA VIDA DE ABRAÃO
Muitas coisas aconteceram na vida de Abraão, e a Bíblia registra estes fatos com bastante detalhes. Estudando estes acontecimentos e a reação do patriarca, podemos definir melhor o seu temperamento e o seu caráter, e ainda notar a grandeza deste herói da fé.

Fatos que revelam o seu temperamento - Abraão era de natureza introvertida, calma e sossegada. Um homem cauteloso, como sugere a sua hesitação ao levar seu pai e o seu sobrinho Ló, contrariando a ordem de Deus de deixar a sua parentela. O pai morreu e o sobrinho lhe deu preocupação. Era pacífico, por isso apaziguou a contenda entre os pastores do seu gado e os pastores do rebanho de Ló. (Gn 13.7-11) Demonstrou também lealdade ao ir em defesa do seu sobrinho que fora levado cativo (Gn. 14.12-17). Se mostrou compassivo na hora de despedir Hagar e o seu filho Ismael (Gn. 21.10-13).

Fatos que revelam o seu caráter - O bom caráter de Abraão lhe proporcionou elevado conceito de Deus, que para ele é: Eterno (Gn. 21.33); Altíssimo (Gn. 14.22); Dono do céu e da terra (Gn. 14.22-24); Justo juiz (Gn. 18.25); Misericordioso (Gn. 19.19).
Seu comportamento também revela seu forte caráter. Aceitou o julgamento de Deus contra o pecado (Gn. 18.17-33). Mostrou-se forte intercessor a favor de Ló (Gn. 18.23-33). Demonstrou íntima comunhão com Deus (Gn. 24.40; 48.15).
Abraão revelou também o lado frágil do seu caráter perante Faraó no Egito (Gn. 12.10-20) e perante Abimeleque, em Gerar (Gn. 20.1-18) Essa fraqueza refletiu na vida de seu filho Isaque (Gn. 26.7-10).

Fatos que revelam a sua grandeza - A grandeza de Abraão deve-se ao fato de ter andado com Deus (Gn. 17.1), e ainda tê-lo como o seu Deus (Êx. 3.15). Abraão foi chamado pelo Todo-Poderoso (Êx. 6.3), escolhido (Ne. 9.7), redimido (Is. 29.22), abençoado (Mq. 7.20). E por último, pelo seu relacionamento com Israel (At. 13.26), com o sacerdócio Levítico (Hb. 7.5) e com o Messias (Mt. 1.1)

EXEMPLOS NA VIDA DE ABRAÃO
Abraão atendeu a chamada divina e partiu para a terra prometida. Andou com o seu Deus até completar a sua peregrinação na terra. A sua fidelidade mereceu o título de "Amigo de Deus" (2 Crô. 20.7; Tg. 2.23). Outros exemplos práticos na vida de Abraão:

 A sua fé - Abraão expressou uma fé extraordinária. Não duvidou da promessa de Deus de que teria um filho. (Gn. 15.1-6) Nesse caso, Abraão creu contra a esperança. Leia com bastante atenção os textos de Rm. 4.18-22 e Hb. 11.12. A sua fé se revelou poderosa também no sacrifício de Isaque, conforme descreve com clareza os seguintes textos: Gn. 22.1-4; Hb.11.17-19. Por causa da sua fé, recebeu revelações especiais, como: visão (Gn. 15.1-21); visita angelical (Gn. 18.1-21; 22.11,15). Abraão andou por fé e com a sua vida edificou altares para Deus (Gn. 12.8; 13.18).

A sua esperança - A esperança de Abraão se estribou nas promessas feitas por Deus de fazer dele uma grande nação, abençoa-lo, engrandece-lo, transforma-lo numa fonte de bênçãos para os outros, abençoar seus amigos e amaldiçoar seus inimigos, por meio dele abençoar todas as famílias da terra, dar à sua descendência, a terra. (Gn. 12.1-3;7)

Suas bênçãos - Extensivas a todos os cristãos, aos crentes como Abraão, foi outorgado: O juramento (Lc. 1.73; O pacto (At. 3.13); A promessa (Rm. 4.13), a bênção (Gl. 3.14).

Devemos seguir o exemplo deixado pelo Patriarca Abraão, pois só assim, chegaremos à pátria celestial (Fp. 3.20). 



Fonte: Revista Dominical

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTAGENS RECENTES