MENSAGEM DO DIA

Google+ Followers

Seja um seguidor(a)

terça-feira, 24 de abril de 2012

Estudos Bíblicos - Entender O Temor Do SENHOR E Encontrar O Conhecimento De Deus

"FILHO meu, se aceitares as minhas palavras, e esconderes contigo os meus mandamentos, para fazeres o teu ouvido atento à sabedoria; e inclinares o teu coração ao entendimento; Se clamares por conhecimento, e por inteligência alçares a tua voz, se como a prata a buscares e como a tesouros escondidos a procurares, então entenderás o temor do Senhor, e acharás o conhecimento de Deus". (Provérbios 2.1-5)

Para atingir este objetivo, a Palavra de Deus colocou as seguintes condições:

a) Ser um filho de Deus - Provérbios 2:1 - A palavra de Deus se dirige a "Filho meu". O único modo de se tornar filho de Deus é pela fé em Cristo Jesus (Gálatas 3:26, João 1:12). É necessário tomar cuidado para não se deixar enganar por algum falso "Jesus" (II Coríntios 11:4), só o Jesus apresentado pela Bíblia é o verdadeiro, porque a palavra de Deus é a verdade (João 17:17). Quem não crê em Jesus Cristo jamais entenderá o temor do SENHOR e jamais achará o conhecimento de Deus.

b) Se aceitares as minhas palavras - Provérbios 2:1 - Você leu com atenção? Deus quer que aceitemos suas PALAVRAS, no plural. A Bíblia é a palavra de Deus, é o único livro do mundo onde encontraremos cada uma das PALAVRAS de Deus. Para aceitar as palavras de Deus, é necessário crer que estas palavras existem e estão devidamente preservadas e acessíveis. Jesus prometeu expressamente preservar cada uma de suas palavras, no plural (Mateus 24:35, Marcos 13:31). Falsos seminários, falsos professores e falsos teólogos têm ensinado que apenas as "doutrinas" foram preservadas, e que as palavras de Deus se perderam numa confusão de manuscritos incorretos, mal copiados, e que é impossível saber, de fato, as palavras que Jesus falou. Jesus Cristo deixou sua promessa em relação à preservação infalível de suas PALAVRAS, no plural, não em relação às "doutrinas" nem às suas "idéias". Portanto, concluímos que Jesus Cristo está certo, e os Seminários estão errados, os Teólogos estão errados, os livros das livrarias "evangélicas" estão errados.

Além de crer que as palavras de Deus estão preservadas e disponíveis, é necessário aceitá-las. Deus não quer que suas palavras sejam adaptadas e redefinidas para se moldar aos costumes e práticas do nosso tempo. Deus não quer que aceitemos as partes da Bíblia que gostamos e que inventemos desculpas esfarrapadas para desprezar aquilo que contraria nossos interesses. Deus quer que aceitemos as suas palavras, do jeito que estão, e nos sujeitemos a elas. Se alguém não aceita as palavras de Deus, jamais entenderá o temor do SENHOR e jamais achará o conhecimento de Deus.

c) Esconder contigo os meus mandamentos - Provérbios 2:1 - Imagine que algum de nós faz um buraco no quintal de casa e descobre uma enorme pedra de diamante de 5 Kg. A primeira coisa que se faz ao encontrar algo precioso é esconder e deixar bem guardado, protegido, para que não se perca nem seja roubado de forma alguma. A idéia aqui é semelhante. Devemos colocar os mandamentos de Deus no nosso interior, escondidos conosco, como algo precioso, que jamais gostaríamos que fosse perdido, esquecido ou roubado.

Os mandamentos de Deus devem ser aplicados à nossa vida, para nos transformar de dentro para fora. Este espírito de zelo e obediência é que nos leva a entender o temor do SENHOR e a encontrar o conhecimento de Deus. Quem recebe os mandamentos, mas não os aplica à sua vida, não se deixa mudar pela palavra de Deus, não entende o temor do SENHOR nem encontra o conhecimento de Deus.

d) Fazer o ouvido atento à sabedoria - Provérbios 2:2 - A sabedoria fala pela palavra de Deus (Isa 8:20), Jesus Cristo é a palavra de Deus e é a sabedoria (I Cor 1:30, João 1:1, Apoc 19:13). A sabedoria fala através da repreensão (Prov 1:23, 6:23, 15:31, 29:15; Ecl 7:5). Quem não se deixar mudar pela repreensão da palavra de Deus, jamais entenderá o temor do SENHOR e jamais encontrará o conhecimento de Deus. A maioria das pessoas, mesmo em igrejas, detesta a repreensão da Bíblia, e só quer ouvir aquilo que é "positivo" e "agradável". Serão destruídos por isso, porque quem fala lisonjas e coisas agradáveis são os falsos profetas, e os ímpios e os malignos (Rom 16:17-18; Prov 6:24, 20:19, 26,28, 29:5; Isa 30:9-14). A maneira bíblica de pregar a palavra de Deus é através da REPREENSÃO (II Tim 2:1-4).

e) Inclinar o coração ao entendimento - Provérbios 2:2 - Não adianta ler a Bíblia num exercício meramente "intelectual" e ritualístico. É necessária uma atitude verdadeira, legítima, de inclinar o coração ao entendimento. Os que entendem o temor do SENHOR e encontram o conhecimento de Deus são aqueles que buscam a Deus de todo o coração, são os que deixam a palavra de Deus mudar seu coração. Quem lê a Bíblia, mas inclina seu coração para as vaidades deste mundo, e para suas próprias idéias, e para as filosofias dos homens, não entenderá o temor do SENHOR nem achará o conhecimento de Deus. Os que confiam no seu próprio coração são insensatos (Prov 28:26), porque o coração do homem é mais enganoso do que todas as coisas, desesperadamente mau e perverso (Jer 17:9).

f) Clamar por conhecimento, e por inteligência alçar a voz - Provérbios 2:3 - Quem frequenta igreja sabe como é. Em qualquer igreja, no culto de oração, a maioria dos pedidos de oração é SEMPRE voltada para pessoas com problemas de saúde, ou dificuldades financeiras. Não é errado pedir a Deus livramento de uma doença, ou pedir a Deus ajuda na área financeira. O problema é que quase ninguém está inclinando o coração ao entendimento (item anterior) e, uma vez que o propósito do coração destas pessoas fica preso apenas às coisas terrenas, não há desejo de clamar a Deus por conhecimento, por inteligência espiritual.

A oração que devemos mais orar é pedir a Deus sabedoria, entendimento, discernimento e inteligência espirituais, para cumprirmos a vontade de Deus. Deus garante, na Bíblia, que se pedirmos a Deus sabedoria, nos será dada (Tiago 1:5-7). A Bíblia define que a sabedoria é a coisa principal, e que precisamos empregar tudo que possuímos (tempo, dinheiro, esforço, oração, pensamento, aconselhamento, etc) na aquisição de entendimento (Prov 4:7).

Devemos buscar em oração o conhecimento, a inteligência, a sabedoria para as coisas de Deus. Quem busca apenas coisas terrenas, quem busca apenas os próprios interesses, não entende o temor do SENHOR nem encontra o conhecimento de Deus.

g) Buscar como a prata, e procurar como a tesouros escondidos - Provérbios 2:4 - 
Se algum de nós pegar uma pá, e cavar num terreno apenas 15 minutos por dia, com certeza não encontraremos prata nem tesouros escondidos. Para encontrar prata e tesouros escondidos, é necessário investir tempo, procurar, e continuar procurando, e buscar, e continuar buscando, e esforçar-se. É necessário diligência e esforço. É necessário abrir um buraco fundo, porque as coisas preciosas não ficam na superfície.

Assim deve ser nossa busca por inteligência, conhecimento e sabedoria espirituais. Devemos não apenas ler a Bíblia, mas também nos esforçar em examiná-la, em estudá-la, em meditar nela. É necessário comparar trechos que falam do mesmo assunto, é necessário fazer anotações, compreender o contexto, perceber as palavras que se repetem, a ênfase do texto, o que o texto realmente diz, o que está explícito, o que não é falado, se a palavra ocorre no singular, ou no plural, ou no presente, ou no futuro, ou no passado, etc. É necessário falar sobre a palavra de Deus, conversar sobre ela (Deut 6:6-9), ler estudos feitos sobre ela (II Tim 4:13), ouvir mensagens de quem a prega (Prov 15:31).

Quem é negligente com a palavra de Deus, não entenderá o temor do SENHOR nem achará o conhecimento de Deus. Deus quer nos provar. Se realmente amamos e queremos a sabedoria, não adianta ficar apenas no item "f", orando, sem investir esforço real em procurar saber o que a Bíblia fala.

Existe esta falsa idéia hoje em dia, de que "orar" é algo "mágico", que substitui o esforço e o zelo e a obediência do crente. Quem fica apenas "orando", sem se esforçar em buscar os tesouros da palavra de Deus, nunca entenderá o temor do SENHOR nem encontrará o conhecimento de Deus.

h) Então entenderás o temor do SENHOR e acharás o conhecimento de Deus  Provérbios 2:5 - Vimos nos itens anteriores como obter o temor do SENHOR. O temor do SENHOR é absolutamente necessário. As pessoas, dentro e fora da igreja, estão sendo doutrinadas pela televisão, pela mídia, pelas escolas seculares. Muitas não acreditam que Deus existem. Os que acreditam em Deus, inventaram um "Deus" que é somente "amor", um Deus que não requer santidade, um Deus que não revelou num livro o que é certo e o que é errado, um Deus que não julga ninguém. Inventaram um Deus que é apenas um grande "amigão" e que é apenas uma máquina de atender orações.

Mesmo as pessoas que frequentam igreja, elas passam muito mais tempo em frente à televisão do que em frente à Bíblia, por isso a televisão é a maior fonte de influência em suas vidas. É isso que está faltando em nossos dias, o TEMOR de Deus. TEMOR ! Deus deve ser TEMIDO.

O temor do SENHOR é que faz os homens se desviarem do pecado (Prov 16:6). O temor do SENHOR é o princípio da sabedoria (Prov 9:10), é impossível ser sábio sem TEMER a Deus. O temor do SENHOR é ODIAR o mal (Prov 8:13). Esta geração que não teme ao SENHOR ama tudo, ama o mundo, ama Hollywood, ama a fornicação, ama o socialismo, ama a falsa religião, ama o adultério, ama a bebedeira, ama a música do mundo, o rock´n roll. Falta temor ao SENHOR, para ODIAR o mal.

O temor do SENHOR deve ser ensinado às crianças (Sal 34:11). A adoração a Deus requer santidade e TEMOR do SENHOR (Sal 96:9). O temor de Deus é necessário para andarmos em sua presença (I Pe 1:17). O temor de Deus é que elimina o espírito de rebeldia e faz os crentes se sujeitarem uns aos outros (Ef 5:21) e também às autoridades governamentais (I Ped 2:17). O temor de Deus é necessário para aperfeiçoar a nossa vida de santificação a Deus (II Cor 7:1).

Além do temor do SENHOR, alcançaremos também o conhecimento de Deus. O conhecimento de Deus é a prudência (Prov 9:10). Os ímpios não conhecem a Deus, não porque Deus não tenha se revelado, mas porque eles mesmos se cercaram de engano, habitaram no meio do engano e pelo engano eles recusam conhecer a Deus (Jer 9:6). As imaginações dos homens são más, e exaltam-se contra Deus. As imaginações dos homens têm de ser levadas cativas à obediência de Cristo, pois os pensamentos do homem se opõem ao conhecimento de Deus (II Cor 10:5).

O conhecimento de Deus é que vai nos permitir agradar a Deus e dar bons frutos em toda boa obra (Col 1:10). A sabedoria de Deus nos dá conhecimento de Deus. Não precisamos entender de "sociologia", nem de "comportamento humano", nem precisamos entender de "psicologia", nem precisamos entender sobre "nós mesmos". Precisamos conhecer a Deus, precisamos aprender sobre Deus, é isso que vai corrigir nossa vida, nossas igrejas, nossas famílias. Ensine sobre Deus para seus filhos. O conhecimento de Deus é mais importante do que matemática, história, física, biologia, etc. Se seus filhos sabem fazer equação do segundo grau, mas não sabem a diferença entre o livro de Ezequiel e o livro de Efésios na Bíblia, você precisa se arrepender da sua negligência e começar urgentemente a ensinar seus filhos sobre DEUS, antes que sua família seja destruída.

Fonte: Assim Diz O Senhor

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTAGENS RECENTES