MENSAGEM DO DIA

Google+ Followers

Seja um seguidor(a)

quarta-feira, 14 de maio de 2014

As Religiões Dos Famosos - Parte 47

JOÃO KLEBER
É um apresentador de TV e humorista brasileiro. Começou a sua carreira fazendo videoclipes musicais para a MTV. Na Globo, redigiu programas jornalísticos e roteiros de programas humorísticos bem como fez pequenas participações, tendo sido visto no Jornal Nacional, no Fantástico – onde substituiu Chico Anysio – e no Cassino do Chacrinha nas últimas apresentações do programa antes da morte do apresentador Abelardo Barbosa. Também participou do programa Show de Rádio na Jovem Pan onde ficou conhecido por imitar personalidades famosas. João Kleber passou então a fazer shows, até vir a ser um dos primeiros contratados pela RedeTV! ainda em novembro de 1999, na qual apresentou o polêmico programa Eu vi na TV. O programa se notabilizou pelo bombástico quadro "Teste de Fidelidade" (mais tarde remontado em formato modificado como Fiel ou Infiel na versão portuguesa, apresentada também por João). Bruna Ferraz, ex-atriz do Teste de Fidelidade, admitiu em entrevista concedida no dia 11 de abril de 2012 ao programa "Agora é Tarde" apresentado por Danilo Gentili na Band que os testes eram "armados". João também apresentou na RedeTV! os programas "Canal Aberto" e seu sucessor "Tarde Quente", cujas pegadinhas acabaram por fazer a Justiça retirar a RedeTV! do ar na cidade de São Paulo entre as 21hs do dia 14 de novembro de 2005 e as 22hs do dia 15 (dia em que a emissora estava completando 6 anos no ar). De volta ao ar na cidade, a emissora dispensou João bem como cancelou Tarde Quente e Eu Vi na TV. Apesar disso, as pegadinhas veiculadas à época naqueles programas até hoje são um enorme sucesso no YouTube. Após João ter saído da RedeTV!, mudou-se com a sua esposa Wanya Ferreira para Lisboa, onde passou a apresentar o programa Fiel ou Infiel na TVI. João também gravou o programa João Kleber Total para a Record Europa bem como a versão do Programa da Tarde ao lado de Andressa Pedry em Portugal. Passou a dedicar-se também ao projeto de formação em comunicação e motivação Companhia do Sucesso. João retornou ao Brasil e participou do reality show A Fazenda 4 da Rede Record, do qual foi o 4° eliminado. Durante a sua participação na atração, João acabou por envolver-se em discussões com a sua antiga colega da RedeTV! Monique Evans, com as modelos Taciane Ribeiro e Renata Banhara bem como com a atriz Anna Markun. Após 7 anos, ao fim de 2012 a RedeTV! recontratou João em contrato válido por dois anos. João apresenta hoje três programas na emissora: o Teste de Fidelidade desde 2 de março de 2013 (às noites de domingos inédito bem como reprisado aos sábados), o Você na TV nas manhãs de entre segundas e sextas-feiras desde 8 de abril de 2013 e o Te Peguei na TV desde 8 de setembro de 2013 às noites de domingos logo antes do Teste de Fidelidade com as famosas pegadinhas que eram exibidas entre outubro de 2002 e novembro de 2005 nos já extintos programas Canal Aberto e Tarde Quente durante as tardes de entre segundas e sextas. João Kleber é Católico. "Quem me conhece, sabe que sou uma pessoa trabalhadora, sou uma pessoa religiosa, tenho um respeito com as pessoas"

TAINÁ MÜLLER
É uma atriz brasileira. Jornalista por formação, começou na TV aos 19 anos como VJ da MTV no Rio Grande do Sul. Por um período trabalhou também como modelo, fazendo temporadas em Milão, Hong Kong e Bangcoc. Em 2005 mudou-se para São Paulo para estudar teatro. Em 2007 estreou no cinema com o filme Cão Sem Dono, pelo qual foi premiada melhor atriz em festivais brasileiros. Pouco tempo depois, estreou na Rede Globo em Eterna Magia. No cinema ainda integrou o elenco de filmes como Plastic City, As Mães de Chico Xavier e Tropa de Elite 2. Em 2008 estreou no Sbt a novela Revelação, e no ano seguinte passou algum tempo apresentando o programa A Liga. Em 2011, volta à Globo com destaque ao interpretar a arrogante Paula em Insensato Coração. No ano seguinte interpreta a moderna Liara na novela Cheias de Charme. Já em 2013, encarna a mimada Mila em Flor do Caribe. Em 2014, foi convidada por Jayme Monjardim a integrar o elenco da novela Em Família, no qual interpreta Marina, uma fotógrafa homossexual. Tainá Müller Não Tem Religião. “Não tenho religião, mas vejo esta onda espírita no cinema como algo normal. O Brasil sempre teve um público grande, que consume livros e todo tipo de produto espírita. Agora também tem filmes para atendê-los, o que era pouco explorado. Mas deixo logo avisado, não quero receber nenhum tipo de manifestação dos espíritos. Restou na minha (risos)”.


FERNANDA LIMA
É uma modelo, atriz e apresentadora de televisão brasileira. Em 1999 fez sua estreia na televisão na MTV Brasil, no comando do Mochilão MTV. Fazendo este programa, onde conheceu o Havaí, decidiu-se a estudar Comunicação e de volta a São Paulo cursou e formou-se em Jornalismo pela FIAM. Neste mesmo ano transferiu-se a convite para a RedeTV! onde em novembro estreou no canal apresentando dois programas, Interligado, direcionado ao público jovem, que veiculava vídeo clipes e assuntos musicais e de interesse dos adolescentes e o TV Escolha, sessão de cinema transmitida aos domingos e onde o telespectador escolhia os filmes que seriam apresentados. Depois de nove meses na RedeTV! foi convidada para retornar à emissora anterior e, em agosto de 2000, voltou a apresentar o Mochilão MTV, o Luau MTV e o Fica Comigo, que estreou em outubro do mesmo ano. Em fevereiro de 2005 foi contratada pela Rede Globo para substituir Angélica no quadro Vídeo Game, apresentado no programa Vídeo Show, durante a gestação e licença maternidade da apresentadora titular. Logo após recebeu convite para atuar na novela Bang Bang, trama ambientada numa cidade de velho oeste refletindo diretamente o Brasil, onde foi a protagonista Diana Bullock. Sem qualquer treino ou experiência em arte dramática, ela aceitou o desafio, fazendo aulas de artes marciais e contratando uma fonoaudióloga. Mesmo assim, sua escolha, sendo inexperiente, para o papel principal, e sua interpretação da personagem, receberam várias críticas da imprensa especializada, que ligou ao trabalho de Fernanda os baixos índices de audiência da novela. Porém, antes mesmo da novela acabar, já havia recebido convite para a sua próxima, Pé na Jaca, de Carlos Lombardi, que aceitou novamente e onde viveu a personagem mimada e divertida Maria Bo, tendo melhor recepção da crítica e a simpatia do telespectador. Em meio a tudo isso ganhou um quadro temporário no programa Fantástico, Daqui para Frente, e o especial Por Toda Minha Vida, na mesma emissora, ainda voltando a substituir Angélica novamente no programa Vídeo Game durante nova licença-maternidade da titular do programa. Em agosto de 2009, estreou seu novo programa semanal Amor & Sexo, voltado ao público jovem, que tem como tema principal o sexo e assuntos relacionados. Em 2014, assumiu o comando do programa musical SuperStar na Rede Globo ao lado de André Marques. Fernanda Lima é Católica."Eu acredito em vidas passadas e apesar de ser católica gosto muito do Budismo e Espiritismo"

ANDRÉA BELTRÃO
É  uma atriz, comediante, cineasta, jornalista e escritora brasileira de cinema, teatro e televisão. Estreou na televisão em 1984, na telenovela Corpo a Corpo, de Gilberto Braga. Pertence também ao primeiro escalão de comediantes da TV Globo, tendo se tornado popular como Zelda Scott no seriado Armação Ilimitada, dirigido por Guel Arraes, que estreou em 1985, estendendo-se até 1988. A personagem "uma heroína, de cabelo curtinho, capaz de ser negra, flor, alface, sapatão, tudo" é a favorita entre as interpretadas pela atriz. Atuou em outras telenovelas da TV Globo, como Rainha da Sucata (1990), de Sílvio de Abreu, Pedra Sobre Pedra (1992), de Aguinaldo Silva, Mulheres de Areia (1993) e A Viagem (1994), ambas de Ivani Ribeiro. Em 1996, ganhou sua primeira protagonista, a Helena de Vira Lata, de Carlos Lombardi e, em 1998, deu vida a sua primeira vilã, a Bruna da novela Era Uma Vez, de Walter Negrão. Em A Viagem (1994), Andrea Beltrão viveu a jovem sonhadora e rebelde Lisa, grande destaque em sua carreira na TV. Paralelamente ao trabalho nas novelas, a atriz fez diversas participações em séries e especiais na TV, quase todos representantes da onda de programas inovadores que misturam humor e dramaturgia, surgida na TV Globo a partir da década de 1980. Atuou em episódios do Você Decide; encarnou Radical Chic, a personagem do desenhista Miguel Paiva, no game-show O Jogo da Radical Chic. Interpretou também Lovemar, a costureira de Naum Alves de Souza no episódio Suburbano Coração, da série Brasil Especial; trabalhou na série Comédia da Vida Privada, sob a direção de Guel Arraes; e, em 1999, experimentou com o diretor Maurício Farias uma nova linguagem no quadro Garota TPM, exibido no humorístico Zorra Total, onde fazia Roberta, personagem que mudava de humor de uma hora para outra. Participou de episódios do Brava Gente, protagonizou o especial de fim de ano Carol & Bernardo ao lado do ator Eduardo Moscovis, e em 2004, com os atores Débora Bloch e Diogo Vilela, protagonizou o quadro do Fantástico, As 50 leis do Amor. No Fantástico ainda, participou de outros quadros, entre eles, Sitcom.br e Damas e Cavalheiros. Fez parte (entre 2002 a 2009) do elenco do seriado A Grande Família, em que deu vida a cabeleireira Marilda (melhor amiga de Nenê e patroa de Bebel). Também participou da minissérie Som & Fúria, como Elen. Atualmente desponta na série Tapas & Beijos interpretando a personagem Sueli. Andréa Beltrão é uma Ateia convicta. "Sou cética mesmo. Não acredito em nada. Só em mim e nas pessoas que amo. Se estou passando por um momento difícil, ouço uma música, choro, e só. Fé, para mim, é sinônimo de esperança. É um pensamento firme de 'tem que dar certo'. E se não der, não deu. Não foi Deus que quis. Quando meu irmão morreu, até pensei: 'Poxa, se eu acreditasse em alguma coisa, seria mais fácil superar essa dor".

MARCOS OLIVER
É um ator e modelo brasileiro. Ficou conhecido em 2005 por sua participação no Teste de Fidelidade, antigo programa de João Kléber na Rede TV!. Marcos fez sucesso seduzindo esposas para testar sua fidelidade no Teste de Fidelidade, e em 2009 lançou o livro ‘’Diário de um Sedutor’’ com dicas de sedução.Em 2013 Marcos Oliver participou na sexta edição de A Fazenda, o reality show da Record, chegando na final com Bárbara Evans e Denise Rocha. Marcos já posou nu na G Magazine e fez filme pornô, mas seu sonho é fazer novela.
Marcos é casado desde 2007 com a atriz e modelo Fabi Monarca. Se conheceram quando Marcos dançava em palco numa casa de performances sensuais. Hoje o casal trabalha junto em shows e presenças em todo o país. No dia 10 de abril 2014 foi preso por causa de uma dívida de pensão alimentícia, o ator e ex-participante da sexta edição de "A Fazenda" Marcos Oliver deixou a 40ª Delegacia de Polícia, em Vila Santa Maria, São Paulo, no dia 09 de maio 2014. Marcos Oliver é Evangélico"Estou aqui para te falar coisas positivas. Eu quero que você apenas procure um cantinho e ore. Ajoelha no canto. Eu quero que você agradeça a Jesus Cristo por ele ter morrido na cruz por nós. Peça somente que ele perdoe os seus erros e pecados, isso não é vergonha". 

MARINA RUY BARBOSA
É uma atriz brasileira. Fez seu primeiro trabalho significativo no filme Xuxa e o Tesouro da Cidade Perdida, no qual interpretou a personagem Mylla. Em seguida, a jovem fez o papel de Aninha na telenovela Começar de Novo. Seu bom desempenho nesse papel rendeu-lhe um convite para participar dos testes para a personagem "Sabina", que interpretou em Belíssima, ambas da Rede Globo de Televisão. O novelista Walcyr Carrasco a convidou para viver a personagem Isabel no elenco da telenovela Sete Pecados. Posteriormente, vivendo a personagem Vanessa da telenovela Escrito nas Estrelas, Marina teve a ideia de criar os brincos de zíper usados pela personagem, um acessório que acabaria por virar modismo entre as adolescentes brasileiras. Em 2011, a atriz viveu a personagem Alice na telenovela Morde & Assopra, onde conheceu Klebber Toledo, com quem namora até hoje. Em 2013 passou a integrar o elenco da telenovela das nove Amor à Vida de Walcyr Carrasco, interpretando Nicole, uma jovem órfã e milionária que sofre de uma doença degenerativa. Marina ganhou destaque na novela, e Nicole tornou-se uma personagem querida pelo público. Atendendo a pedidos de telespectadores e colaboradores da novela, o autor desistiu de raspar a cabeça da atriz. O assunto virou discussão nacional e dividiu as opiniões da crítica, embora o público tenha ficado a favor da atriz. Com a mudança no roteiro, a solução do autor para a personagem foi a morte de Nicole no dia de seu casamento e, após a morte, Thales (Ricardo Tozzi) passa a ter visões do espírito de Nicole.O capítulo com o casamento e a morte de Nicole foi recorde de audiência da novela. Depois de morta, a personagem Nicole continuou na trama como espírito até o final da novela. Em novembro de 2013, Marina é a sétima colocada na lista das "100 Mulheres Mais Sexy do Mundo" da revista VIP. Marina Ruy Barbosa é Católica. “Sou católica, frequento a igreja católica sempre que posso. Não tenho nenhuma santa, acredito em Deus. Rezo todas as noites antes de dormir, agradeço bastante e peço um pouquinho.”


OSMAR PRADO
É um ator e escritor brasileiro. Iniciou sua carreira de ator aos 10 anos de idade, integrando o elenco infantil da telenovela David Copperfield, exibida pela extinta TV Paulista. Interpretou diversos papéis na emissora, onde permaneceu por oito anos. Nessa época, além da televisão, realizou também trabalhos no teatro com o ator Sérgio Cardoso. Em 1965, teve uma passagem pela recém inaugurada TV Globo, onde participou da novela Ilusões Perdidas. Em 1968, assinou contrato com a TV Excelsior para atuar na novela Os Estranhos. Na mesma emissora, ainda integrou o elenco de outras duas novelas, A Muralha e Dez Vidas. Assinou seu primeiro contrato com a TV Globo, em 1969, para trabalhar na novela Verão Vermelho. Devido ao seu bom desempenho, foi escalado para atuar em Assim na Terra como no Céu, de 1970. Em 1971, participou de O Cafona, na qual interpretou Cacá, um jovem cineasta que, junto com os amigos Rogério e Julinho, desejava fazer o filme mais radical do cinema brasileiro. Os personagens faziam uma referência bem-humorada aos diretores Cacá Diegues, Rogério Sganzerla e Júlio Bressane. Ainda nesse ano, participou da novela Bandeira 2, quando viveu o jogador de futebol Mingo. Em seguida, protagonizou sua primeira novela, Bicho do Mato, em que viveu o caipira Juba. A partir de 1973, passou a integrar o elenco fixo do seriado A Grande Família, onde despontou como o estudante politizado Júnior, terceiro filho do casal Lineu e Nenê – na época, interpretados por Jorge Dória e Eloísa Mafalda - que não foi reproduzido na versão atual do seriado. Em 1975, com a morte do autor da série, voltou a fazer novelas, atuando em duas produções. Primeiro em Senhora, em que interpretou o advogado Torquato Ribeiro; e depois em Helena, cuja trama foi protagonizada por ele, juntamente com a atriz Lúcia Alves. Depois, em 1976, esteve presente na primeira versão da novela Anjo Mau, cuja babá Nice fora vivida pela atriz Suzana Vieira. Coube a Osmar encarnar Getúlio, marido da personagem Stela, vivida por Pepita Rodrigues, patrões da babá Nice. Posteriormente, como Eupídio Morungaba, participou da novela Nina. Em 1978, interpretou o Edu da novela Te Contei?, que vivia um triângulo amoroso com as personagens Shana, de Maria Cláudia, e Sabrina, de Wanda Stephânia. Em seguida, em Pai Herói, viveu o marginal Pepo. Em 1980, na novela Chega Mais, interpretou o cantor Amaro da Bahia, que formava par romântico com a personagem de Renata Sorrah. Depois, no papel de Alfredo, integrou o elenco de O Amor É Nosso. Após quase 15 anos de contrato com a TV Globo, deixou temporariamente a emissora em 1982, para se dedicar mais ao teatro. Nos palcos, atuou nas montagens de Barrela e Gente Fina É a Mesma Coisa. Também nesse ano, teve uma passagem pela TV Cultura de São Paulo, onde protagonizou a minissérie Seu Quequé.Em 1 983, foi convidado a integrar o elenco do seriado Mário Fofoca, no papel do corretor Donato Freitas, cujo escritório era vizinho ao do detetive Mário Fofoca, e servia de contraponto às situações vividas pelo protagonista. Ainda nesse ano, viveu o Joãozito em Voltei pra Você e fez uma participação especial em Champagne. Em 1984, participou de sua primeira minissérie na Globo, Meu Destino É Pecar. Depois, transferiu-se para a extinta Rede Manchete, onde atuou nas minisséries Viver a Vida e Tudo em Cima. Antes disso, ainda em 1984, fez a sua estréia no cinema, atuando no filme Aguenta, Coração. Em 1986, de volta à TV Globo, participou de sua primeira novela das oito, Roda de Fogo, e interpretou um de seus personagens mais carismáticos na televisão, o Tabaco. No ano seguinte, trabalhou em Mandala, sendo que para viver a personagem se viu obrigado a raspar a cabeça, pois o papel seria de um monge budista. Em 1988, interpretou um dos personagens principais de Vida Nova, o italiano Pietro. Também nesse ano, voltou a trabalhar numa minissérie, O Pagador de Promessas, vivendo o padre Elói. Em 1990, participou de Riacho Doce, como o pescador Neco. Em 1992, atuou na novela Pedra sobre Pedra, na qual viveu mais um personagem de grande repercussão junto ao público, o Sérgio Cabeleira, que assustava os habitantes da cidade de Resplendor em noites de lua cheia. Em 1993, interpretou aquele que talvez seja seu maior sucesso na televisão, o Tião Galinha, um personagem exótico que carregava as crendices e fábulas do universo popular na novela Renascer. O papel lhe rendeu o prêmio de Melhor Ator Coadjuvante da Associação Paulista de Críticos de Arte. Apesar do sucesso obtido pelo personagem, deixou a TV Globo ainda durante as gravações de Renascer. Transferiu-se para o SBT, que reorganizava seu núcleo de dramaturgia com a novela Éramos Seis. Ainda no SBT, integrou o elenco do remake de Sangue do Meu Sangue. Voltou a trabalhar na TV Globo em 1998, convidado para interpretar o prefeito Barnabé de Barros, na novela Meu Bem Querer. Dois anos depois, participou da novela Esplendor, no papel de Rodolfo Bernardes. Em 2001, esteve presente no elenco da premiada minissérie Os Maias, no papel de Tomás de Alencar. Ainda em 2001, na novela O Clone, interpretou Lobato, um advogado de classe média, ex-dependente químico, que luta para se manter longe do álcool e da cocaína. Em seguida, atuou em Chocolate com Pimenta, na pele do caipira Margarido. Posteriormente, no ano de 2004, filmou o longa Olga, na pele do presidente Getúlio Vargas. Depois, em 2005, integrou o elenco das duas jornadas da premiada minissérie Hoje É Dia de Maria. Em 2006, participou da minissérie JK e do remake da novela Sinhá Moça, no papel do dominador Barão de Araruna. No ano seguinte, atuou na minissérie Amazônia, de Galvez a Chico Mendes e na novela Eterna Magia. Em 2008, participou do remake de Ciranda de Pedra, como o empresário Cícero Cassini, homem rico, descendente de italianos, sócio do grande vilão da história, Natércio. Em 2009, integrou o elenco da novela Caminho das Índias, no papel do chefe de família Manu, da casta dos comerciantes. Casado com Kochi, Manu é o pai da protagonista Maya e do jovem Komal.  Em 2010 e 2011 atuou nas séries Na Forma da Lei, Afinal, o Que Querem as Mulheres? e Amor em quatro atos. Em 2011 voltou às novelas como o delegado Batoré fazendo um triangulo amoroso com Zezé Polessa e Marcos Caruso no núcleo de humor da novela Cordel Encantado. Em 2012 interpretou o vilão cínico Vírgilio um homem que maltratava o filho adotivo e também explorava o seu dom especial de amansar os animais com um gesto ou olhar, da novela Amor, Eterno Amor. Em 2014 volta a TV, na minissérie Amores Roubados como Cavalcanti, um poderoso empresário, após enfrentar um câncer na garganta. Atualmente interpreta o Coronel Epa, personagem rival de Pedro Galvão (Rodrigo Lombardi) em Meu Pedacinho de Chão. Osmar Prado Não Tem Religião.“Eu prefiro viver sem esperar o que vem depois. Se é que vem. Para mim, é o aqui e agora. Eu acredito na vida, no ser humano, no homem, na natureza, nas mais variadas manifestações de Deus. Acredito que as pessoas nascem, crescem, envelhecem e morrem. Eu não rezo para ninguém. Tenho um diálogo direto comigo mesmo. Eu tento ser uma pessoa melhor, tratar bem os outros, os animais. Procuro ajudar nesse sentido e melhorar a mim próprio.Não há um Deus só. Meus pais eram muito religiosos, mas fui me afastando da religião quando namorei uma menina que era estudante de filosofia".


Fonte:Variedades Gospel Veras
Com informações:Jornal da Tarde\Revista Quem\IG Gente\Marie Claire\UOl\Na Telinha \Wikipédia\Manchete Atual\GShow

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTAGENS RECENTES