MENSAGEM DO DIA

Google+ Followers

Seja um seguidor(a)

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Estudos Bíblicos - 8 Sinais Que Podem Indicar Religiosidade

“Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade.” (Mateus 7. 22,23)

Um dos grandes problemas presentes no meio cristão – desde os tempos relatados nas escrituras até os dias de hoje – é a RELIGIOSIDADE. Resumindo de maneira simples, esse termo, dentro das definições congregacionais, se refere ao apego a práticas, tradições e costumes que não condizem com a essência divina. Ou seja, Deus não é colocado como centro de todas as coisas, a religião em si e suas esferas são vistas como prioridade. Essa situação leva a um desgaste espiritual, seguido de motivações descabidas e comportamentos equivocados.

Muitos anos de conversão ou uma visão deturpada da Verdade podem levar algumas pessoas a terem um comportamento religioso. O maior problema é que, na maioria das vezes, apontamos a religiosidade na vida dos outros, mas essa pode ser uma condição de nós mesmos, que nem ao menos percebemos.

Reflita sobre esses oito itens que podem indicar religiosidade, e tente fugir de todos eles. Considere que estes não são os únicos sinais de uma vida religiosa, mas são alguns dos mais consideráveis.

1. Ir à igreja está mais para uma obrigação

Os cultos e demais encontros na igreja são apenas mais uma obrigação a se cumprir, assim com as tarefas, trabalhos e ministérios exercidos na igreja. O religioso vai à igreja por achar que deve ir, não porque aquele compromisso lhe proporciona prazer e alegria. Estar na casa de Deus é um peso, o que o leva a querer ir cada vez menos, e quando vai, torcer para que a hora passe logo e ele possa retornar para seu doce lar.

2. Julgar desenfreadamente

Uma das principais características do religioso é praticar julgamentos sem pudores. Uma pessoa religiosa acha que tem razão em tudo e isso nada tem a ver com conhecer a Verdade. Acabam se tornando pessoas intolerantes e cheias de preconceitos sem capacidade de perceber seus próprios erros.

3. Criticar tudo e a todos

Quando não tem com o que contribuir, essas pessoas criticam tudo o que vêem ser feito. Nunca estão satisfeitas com nada e dificilmente aprovam a iniciativa dos outros. O mais surpreendente é que elas se levantam para criticar, mas nunca para fazer algo de útil.

4. Viver a vaidade religiosa

O desejo de ser prestigiado e reconhecido não esconde um religioso. Somos convocados a cumprir nosso chamado e Deus coloca sobre a vida de cada um muitos dons. Porém, quem pratica religiosidade quer aparecer mais do que o próprio Deus. Ele quer ser visto, ser elogiado e a vaidade se faz presente em tudo o que faz.

5. Cobiçar o que é do próximo

Querer o que o outro possui, morrer de inveja, não se conformar com o sucesso do alheio… O religioso não fica feliz com as conquistas do próximo e por ser excessivamente egoísta, não se conforma em não ter o que os que estão à sua volta possuem, sejam bens materiais ou afetivos.

6. Se apegar às regras, costumes e tradições


Estes indivíduos costumam cultivar uma obediência, não à palavra de Deus, mas sim a comportamentos que as próprias pessoas determinam como adequados. O que diz a bíblia fica em segundo plano, o importante mesmo é o que a tradição garante ser certo. Quando estas pessoas observam manifestações do próprio Espírito Santo que saem dos “padrões”, se espantam e dizem que “aquilo não é de Deus”.

7. Viver de aparências

Assim como os fariseus na época de Jesus, o religioso vive de aparências, não pratica a fé no seu dia a dia, não possui relacionamento verdadeiro com Deus e se mostra ser alguém dentro da igreja e outra pessoa fora dela. Trata-se do famoso termo “viver de fachada”. É hipócrita porque não vive aquilo que aprende e até mesmo anuncia.

8. Não praticar o amor

Quem vive para Deus experimenta a essência mais pura do cristianismo: o amor. Aqueles que não vivem para Deus, mas sim para uma religião, sentem dificuldade em amar, ou seja, não praticam um dos maiores mandamentos ensinados pelo Senhor.

Somos orientados pela Palavra a viver um relacionamento com Deus e praticar tudo o que esse relacionamento gera. Deus não é religião, Ele é amor, é vida, é presença.

Fonte:Cristão Mais

Um comentário:

  1. Aqueles que acham que estão de pé vigiem para que não caiam!
    1 Coríntios 10:12

    Muito bom texto!

    ResponderExcluir

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTAGENS RECENTES